Para muitas pessoas fazer uma dieta restritiva no intuito de perder peso parece ser um sacrifício impossível. Mas será que sair da dieta um dia na semana é permitido? Para esclarecer sobre o tema, Cintya Bassi, nutricionista do Hospital e Maternidade São Cristóvão explica que o dia do lixo deve ser avaliado e indicado para algumas pessoas, como forma de reequilibrar o metabolismo. “Este dia nada mais é do que uma folga na dieta, onde se pode comer entre 25 e 50% a mais de calorias”, diz.

De acordo com a nutricionista, quando há muitas restrições em uma dieta, o organismo passa por diversas adaptações orgânicas, e por isso em alguns pacientes o peso fica “estacionado” dificultando a perda, “Um dos principais motivos do peso estagnar é a desaceleração do metabolismo, conforme a sua dieta vai se alongando, o corpo se acostuma a trabalhar com a redução calórica e apresenta essa diminuição na perda. O dia do lixo funciona como um alerta para o metabolismo entender que pode continuar trabalhando em ritmo normal e assim voltar a gastar mais calorias, favorecendo a perda de peso” diz Cintya Bassi.

O dia do lixo deve ser feito apenas 1 vez a cada 7 dias e a nutricionista do São Cristóvão afirma que algumas pessoas têm dificuldade em voltar à dieta após uma indulgência. Segundo a profissional, você deve questionar seu nutricionista sobre essa prática para verificar se ela é indicada ao seu organismo e objetivo. “Cada corpo trabalha de forma diferente, por exemplo, existem casos de pacientes que possuem metabolismos mais lentos então fazem apenas uma refeição calórica neste dia, para não comprometer a perda de peso. Outros mantêm o dia do lixo na refeição semanal e conseguem atingir seus objetivos, por isso essa definição deve ser feita com ajuda de um profissional”.

Lembrando que esse dia não pode servir de desculpa para o descontrole e abusos na ingestão de alimentos gordurosos ou com muito açúcar. A dica da nutricionista é dar preferência para frutas calóricas como banana, abacate e açaí, além das oleaginosas como amendoim, nozes, avelãs entre outras; óleos vegetais como azeite, massas e chocolate amargo também são boas fontes de caloria e menos danosas a saúde. “Pratos como pizzas, lanches, hambúrgueres e massas mais pesadas não estão proibidos, mas devem ser consumidos com muita moderação. Evite as frituras, refrigerantes e doces”, finaliza a nutricionista.