Às vezes, a sala de musculação pode ser monótona e isso afasta você do treinamento físico. Um vacilo para seu corpo, você sabe. Porém, o BootCamp, novo conceito de atividade física que desembarcou no país há pouco tempo, tende a conquistar pela facilidade de execução e praticidade de exercícios.

/ O que é o BootCamp

Fundado nos Estados Unidos há cerca de 27 anos por ex-militares aposentados, o BootCamp é uma modalidade de atividade física realizada ao ar livre, caracterizada por treinos de alta intensidade, em que se trabalha muito com o peso corporal. Apesar de inspirada no treinamento militar, não significa que você vai ter de se rastejar na lama. O treino de BootCamp consiste no foco dos exercícios de força e desenvolvimento de capacidades físicas como velocidade, eficiência cardiovascular, flexibilidade, resistência e coordenação motora. É para você chegar ao seu limite.

Apesar de inspirado nas rotinas militares, você não verá isso por aqui.

Mesmo a atividade sendo intensa, você não tem a obrigação de ir treinar e sim de se divertir e curtir o ambiente que é proporcionado pelos instrutores.

/ Onde fazer

As aulas de BootCamp costumam ser realizadas em parques, praças, quadras esportivas, campos de futebol e praias. Para modificar um pouco a rede de academias Bio Ritmo criou o Race BootCamp, uma atividade realizada dentro da academia, em uma sala especial de luz vermelha.

/ As calorias que vão embora

Um dia de treino BootCamp consegue fazer com que você queime cerca de 600 calorias por treino. Mas o mais importante é o efeito que o treino proporciona ao corpo nas horas seguintes, onde o corpo continua oxidando gordura para a recuperação pós treino. O chamado efeito EPOC.

/ Uma vez por mês não vale

Por ser um treino de alta intensidade e exigir muito das articulações, uma boa frequência para os treinos é de 2 a 3 vezes por semana, em dias alternados. Como os treinos de BootCamp são divididos em membros superiores, inferiores, tronco e completo, o melhor é organizar uma agenda para que se treine tudo nessa frequência semanal.

/ Tempo necessário para ver resultados

Os resultados são totalmente dependentes do esforço e dedicação de cada um, não vale ir uma vez por semana e continuar comento de tudo. Diego Belotti, professor da Bio Ritmo, de São Paulo, diz que para um praticante com boa frequência, dieta e sono em dia, dois meses são suficientes para que se note uma boa diferença.

RECEBA CONTEÚDOS EXCLUSIVOS TODA QUARTA-FEIRA. NÃO SE PREOCUPE, ODIAMOS SPAM!

/ Não é Crossfit

Eles até podem ser semelhantes, mas os exercícios de BootCamp têm como a predominância o tempo. São montados e pensados de maneira coesa, que não exijam apenas de um grupo muscular, e que não exija também um volume de treino que seja lesivo, sendo mais dinâmico.

/ Também não é treino um militar

Para fugir da mesmice, o Race BootCamp, por exemplo, foge um pouco do conceito militar, o que faz com que o treino se torne mais divertido, mesmo sendo intenso. Você não tem a obrigação de ir treinar e sim de ir se divertir e curti o ambiente que é proporcionado pelos professores que acaba sendo menos cansativo. O conceito de Race Bootcamp veio de academias dos Estados Unidos e Europa, onde se une o treino com peso, funcional e corrida na esteira.

/ A razão por te deixar sarado

Os resultados vêm da alta intensidade do treino. O conceito de HIIT (treino intervalado de alta intensidade) é utilizado nos treinos, e pensando em resultados, isso é o que tem de mais eficiente na relação pelo tempo. Treinos intensos proporcionam um esforço muito maior e tendem a ser mais rápidos, logo, muito mais eficientes.