Sexo é bom e todo mundo gosta, mas para ser um expert na prática, existem algumas coisas que você precisa saber. Como, por exemplo, a posição sexual mais arriscada a “quebrar” seu pinto. Juntamos um monte dessas. Boa leitura!

1/ Amendoim e ovo de codorna não são tão afrodisíacos assim

Não existe nenhuma comprovação científica de que são alimentos que favoreçam a libido ou potencialize as práticas sexuais. O amendoim é um alimento classificado como oleaginosa, vegetais que possuem óleos e gorduras. Altamente energético e de alto valor calórico, o amendoim favorece a vasodilatação sanguínea. Já o ovo de codorna é um alimento rico em proteínas.

2/ Sexo oral pode causar câncer bucal

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), o câncer de boca é o quinto mais comum no Brasil para os homens, aumentando a incidência da doença entre a faixa etária de 30 e 44 anos. Sim, o sexo oral pode causar câncer bucal porque a boca entra em contato com fluídos e a mucosa dos órgãos genitais e esta prática pode causar doenças sexualmente transmissíveis, assim como o câncer bucal. Para isso, é importante a prevenção e, portanto, o uso de preservativo também na prática do sexo oral.

3/ Solteiros não fazem mais sexo do que casados

Um estudo da Universidade de Indiana (EUA)  mostrou que 61% dos solteiros investigados não tinham feito sexo nos últimos 12 meses, contra apenas 18% dos casados. O que existe é uma concepção de que o casamento pode levar o casal a uma vida rotineira e um marasmo na vida sexual. De fato, as relações amorosas oscilam e precisam de renovação e isso passa pelo sexo também. Bem como ser solteiro não é condição de que esta pessoa se sinta mais à vontade para uma vida sexual mais frequente. Afirmar que solteiros fazem sexo mais que os casados é equivocado. Inclusive, em pesquisas recentes realizadas no Brasil e Estados Unidos a frequência sexual de um e de outro é semelhante. O que importa mesmo é que esta relação, o envolvimento sexual seja de qualidade, prazerosos, que se estabeleça vínculos e respeitoso aos limites de cada um, muito mais do que o número de vezes que se pratica sexo.

4/ O pinto pode ser quebrado durante uma relação sexual

Não é bem quebrar porque o pênis não possui osso. O que acontece é um dobramento rápido do pênis ereto que pode causar o rompimento da membrana que reveste os corpos cavernosos, duas cavidades na lateral do pênis que se enchem de sangue durante a ereção. Existe, inclusive, uma posição sexual mais propensa a este tipo de lesão, que é o homem deitado e a mulher por cima virada para os pés dele. Esta posição é responsável por 90% dos casos de fratura no pênis.

5/ Só homem gosta de sexo anal

Nem todo homem gosta de sexo anal, assim como, nem toda mulher tem aversão a esta prática sexual. Ao contrário, muitas gostam. Este é um assunto tabu entre homens, o que gera desinformação de alguns e curiosidade de outros. Se para a companheira não for uma boa posição, respeite o limite dela. Existem alguns equívocos que devem ser revistos e o sexo anal é um deles. Esta prática não é unanimidade entre os homens, assim como, muitos sentem prazer no ânus também e não se permitem a explorar seu corpo por preconceito.

RECEBA CONTEÚDOS EXCLUSIVOS TODA QUARTA-FEIRA. NÃO SE PREOCUPE, ODIAMOS SPAM!

6/ Sexo em excesso faz mal

Sexo faz bem e a frequência sexual ajuda para uma melhor percepção do próprio corpo e das inúmeras sensações que a prática sexual desencadeia em nós. O que pode ser um problema e criar dificuldades é viver em função do sexo, ou seja, o cotidiano e a rotina são condicionadas à prática sexual, estabelecendo uma dependência sexual, uma compulsão, atrapalhando a vida social do indivíduo. A frequência sexual é saudável e a pessoa deve reconhecer quais são seus limites e respeitá-los.

7/ É possível chegar ao orgasmo sem ejacular

A primeira coisa que você deve saber é que ejaculação e orgasmo não são a mesma coisa, muito embora, sejam facilmente associados. Ejaculação é o processo de saída, expelir o esperma pelo pênis através da contração dos músculos que ficam na região genital. A pressão muscular facilita a expulsão do sêmen. Já o orgasmo é o ápice de prazer que o homem sente na relação sexual e que vem acompanhada de uma queda abruta de estímulo, correspondente a perda da ereção e à necessidade de tempo de recuperação.

Homens podem sim, sentir orgasmo sem ejacular caso tenha, por exemplo, ejaculado várias vezes durante o dia e não ter mais reservas de esperma. Assim, atingir o ápice sexual sem sentir orgasmo, como, por exemplo, em casos de ejaculação precoce, em que ele pode ejacular rapidamente sem sentir o pico de prazer.

8/ Não existe perda no interesse por sexo com a idade

Com o tempo, existe uma diminuição dos índices de testosterona e estas alterações hormonais podem levar a uma diminuição da atividade sexual, mas muitos são os fatores que podem levar a este quadro de desinteresse sexual, como ansiedade, problemas com álcool, cigarro e outras substâncias, obesidade, estresse, depressão e outras doenças crônicas.

É importante frisar que o envelhecimento e a idade avançada não são impedimentos para a aniquilação sexual, ou seja, a frequência pode não ser a mesma, a desenvoltura também não e nem a intensidade, mas pessoas idosas são sexuais e podem e devem vivenciar seus prazeres.

9/ Você pode contrair alguma DST mesmo usando camisinha

Pode acontecer do preservativo não proteger determinada região da pele que esteja infectada e o contato com ele causar a infestação do vírus, mas ainda assim, o preservativo, masculino e feminino, é um dos principais meios de proteção. Inclusive, a proteção deve ser nos genitais, sexo anal e também no sexo oral.

10/ Homens não são responsáveis pelo prazer feminino

Os parceiros sexuais se complementam, se encontram e deste encontro sexual ambos atuam no sentido de tornar este envolvimento satisfatório para os dois. É equivocado considerar que o homem é responsável pelo prazer da mulher. O indivíduo deve ter sua autonomia respeitada, inclusive, o próprio limite. Entre quatro paredes tudo pode desde que os dois queiram a mesma coisa. No sexo deve haver compreensão, respeito e concessões. O prazer é construído pelos parceiros e é vivenciado, também, individualmente. Cada um faz sua leitura de prazer e não deve depender do outro para se autorizar e legitimar seu prazer.

11/ Homens héteros podem sentir prazer na próstata

Homens podem sentir prazer na região do ânus sim. E é muito comum e natural este prazer. Infelizmente, o que igualmente comum, é o preconceito, falta de informação e a resistência que muitos homens possuem em serem tocados e estimulados nesta região, o que possibilita além de conhecer novas e outras sensações de prazer, conhecer partes do corpo ainda não explorados. A próstata, que é uma glândula, fica localizada a cerca de cinco centímetros de profundidade e é uma região que possui inúmeras terminações nervosas que estimuladas, podem causar uma grande sensação de prazer.

12/ Fazer vasectomia não interrompe o desejo sexual

A vasectomia é um método em que se corta os canais deferentes, dois canais que transportam o esperma dos testículos para a uretra. As duas extremidades são seccionadas e amarradas. Você pode ejacular, mas, o líquido seminal não conterá mais espermatozóides. Não existe nenhuma relação da vasectomia com a perda de desejo. A vasectomia é um método contraceptivo e está relacionado ao controle familiar.

13/ É normal sentir sono após o sexo

Alguns homens sentem sono depois do sexo, pois, logo após o orgasmo é liberado o hormônio prolactina, que reduz os níveis de testosterona no organismo e causa sonolência. Agora, não é por isso que você vai virar para o lado e deixar a moça sozinha. O casal pode ficar juntos, abraçados, de “conchinha”, e assim, não deixar curtir o pós-sexo. Ter cuidado e manejo com a parceira deve fazer parte do encontro sexual. O sexo é um diálogo e não um monólogo.

14/ Fazer sexo antes de praticar algum esporte não afeta a performance

Não existe comprovação científica desta relação entre prática sexual e performance esportiva. Este é um paradigma entre os atletas e preparadores. O que pode de fato prejudicar o desempenho esportivo é a falta de descanso adequado antes da partida ou o uso de álcool e outras substâncias que podem retardar os movimentos e reflexos e atrapalhar a concentração.

15/ Se masturbar de dia e transar à noite não retarda a ejaculação

A preocupação com performances sexuais e o desempenho é um dos fatores que mais podem atrapalhar seu prazer. Existe um nível de exigência individual que é um dos grandes equívocos, em que o desempenho sexual é a afirmação de sua virilidade e, consequentemente, sua masculinidade. Muito mais do que quantidade, a qualidade da relação sexual deve envolver entrega, verdade, prazer e respeito. Precisamos rever nossos conceitos sobre ser homem e a construção das masculinidades e isso passa por rever a relação que estabelecemos com a sexualidade e o sexo.