Seu carro é seu xodó, nós sabemos. Você cuida dele como se cuidasse de uma criança. Leva para lavar semanalmente (talvez menos agora com a falta de água, né?), encera, brilha… Mas e a parte interna? Restos de comida, poeira e manchas nos bancos deixam o carro com uma má aparência, além de danificá-los com o tempo. Por isso, procuramos Ana Paula Barcena, sócia da Rede Natureza & Limpeza, empresa especializada em serviços de limpeza ecológica, para garimpar cinco dicas de como limpar os estofados do carro, painel e todo o resto, sem danificá-los e mantê-los sempre conservados. Se liga aí!

1/ Evite o acúmulo de sujeira
Carros que são usados com bastante frequência tendem a acumular mais poeira, partículas de terra e cimento, ácaros e fuligem que vêm junto com os sapatos ou trazidos pelo vento. É importante fugir disso! Do contrário, manchas, por exemplo, podem se tornar difíceis de limpar, principalmente nas costuras dos bancos.
A recomendação Aspire a parte interna do carro pelo menos uma vez por semana para remover esse tipo de sujeira. Outra dica é deixar o carro arejar sempre que possível para evitar a proliferação de bactérias, mofo e diminuir a umidade.

2/ Utilize produtos adequados para a limpeza
Preste atenção nos produtos que serão utilizados para a limpeza dos estofados, pois muitos deles possuem componentes inadequados que podem vir a danificar os assentos. Produtos de limpeza doméstica não são indicados.
A recomendação Invista em sabão neutro, água e panos que não soltam fiapos. Eles são o suficiente para a limpeza caseira. Se optar por uma empresa para realizar a limpeza, é importante averiguar se os produtos utilizados por ela são neutros, de baixa espumação e com ação bactericida para eliminar ácaros, fungos e bactérias.

3/ Limpe os bancos de tecido
Para este tipo de estofado é preciso estar sempre atento com a quantidade de água utilizada durante a limpeza. O banco em tecido absorve muito rapidamente a água, levando-a para a espuma, o que pode dificultar a secagem e acarretar no mau cheiro e na proliferação de ácaros.
A recomendação Use um pano levemente úmido e, para sujeira mais impregnada e manchas, pode-se usar uma escova com sabão neutro, esfregando em movimentos circulares. Quando o estofado for sujo por óleo, graxa e qualquer outra substância gordurosa deve-se, primeiramente, enxugar a área afetada, retirando o excesso, para depois começar o processo de limpeza. Em caso de riscos de caneta esferográfica no banco, a dica é utilizar uma pequena mistura de removedor de cutículas com álcool, aplicando diretamente sobre a área pintada.

4/ Limpe os bancos de couro
A limpeza e manutenção dos bancos de couro são muito mais simples do que dos bancos em tecido. Importante: Quando novos ou bem cuidados, os bancos de couro são foscos; quando estão brilhando ou com aparência de lustrados geralmente estão com acúmulo de sujeira.
A recomendação Apenas um pano úmido basta para limpar o couro e, em caso de manchas e sujeiras mais persistentes, o sabão neutro. Não utilize produtos de limpeza doméstica, pois podem estragar o material com o tempo. Produtos como lustra móveis e silicone também não são indicados.

5/ Impermeabilize e hidrate os bancos
Com a limpeza dos bancos finalizada, é importante investir em algo duradouro, que prolongue a higienização e proteja os assentos de manchas e, no caso do couro, de ressecamento.
A recomendação Deixe essa parte para profissionais capacitados. Ele terão o cuidado de selecionar e manusear produtos não inflamáveis, a base de água e que não vão alterar a aparência e maciez do tecido. Para os bancos de couro, é possível hidratá-los com hidratante corporal a base de leite. Isso mesmo! Assim, você evita o ressecamento e não deixa o banco com aquele aspecto quebradiço.