Quanto você bancaria em um carro inglês, de luxo, com câmbio automático de 8 estágios e motor 2.0 de 250 cavalos? A Jaguar Brasil sugere o preço: R$ 169 mil. É quanto custa o modelo de entrada do novo Jaguar XE, que a marca traz ao mercado brasileiro, apresentado nesta terça-feira (18), em São Paulo. Disponível em quatro versões: Pure, Pure Tech (R$ 177 mil) e R Sport (R$ 199 mil), com motor 2.0 turbo de 240 cv, e o top de linha S V6 Sport (R$ 299 mil), com motor 3.0 Supercharger de 340 cv, a montadora britânica chama outros veículos como BMW Série 3 e Mercedes Classe C para a briga definitiva no segmento. E que briga boa.

Leia também: Dirigimos o novo Volvo XC90
Novo Jaguar XE

Invocado, né? Foto: Divulgação

/ Por dentro do Jaguar XE

Conforto Criados com ajustes elétricos e montados para ficarem o mais baixo possível, os bancos do Jaguar XE são de couro. Ele abraçam você e dão muita liberdade de pernas para quem está na frente e também atrás. o console central parece um armário: diversos compartimentos que, quando fechados, formam uma peça única. O câmbio é rotativo (e muito cool).

Difícil é querer sair do novo Jaguar XE Foto: Divulgação

Difícil é querer sair do carro Foto: Divulgação

Entretenimento O Jaguar XE conta com uma tela de oito polegadas sensível ao toque com sistema de entretenimento e som de série oferecidos pela marca Meiridian.  São 11 alto-falantes e um subwoofer, todos desenvolvidos especificamente para o XE gerando um total de 380W de potência. Tem interface intuitiva, para entregar o acesso a diversas funções de forma fácil e rápida. O controle de várias funções por comando de voz torna o sistema bem mais simples.

Isso, amigo, é um câmbio de marcha do Jaguar XE Foto: Divulgação

Isso, amigo, é um câmbio de marcha Foto: Divulgação

Controle O modelo possui direção elétrica assistida, uma estratégia que oferece movimento mais natural e intuitivo quando você está ao volante. Segundo os engenheiros da marca, esse mecanismo tem mais potencial de respostas aos comandos e mais eficiência energética, sendo o Jaguar XE o primeiro modelo da marca a utilizar essa tecnologia, entregando resposta imediata e sensação de conexão com o carro, um conceito que está presente em todas as produções da fábrica. A ideia é que o carro tenha “vida” enquanto você dirija. A direção elétrica do Jaguar XE diminui, inclusive, os índices de emissão de CO2 em 3%.

Borboletas e comando de cruzeiro do novo Jaguar XE

Borboletas e comando de cruzeiro Foto: Divulgação

O possante tem também um sistema de gerenciamento de ração batizado de All Surface Progress Control (ASPC). É semelhante a um controle de cruzeiro de baixa velocidade, que dá ao Jaguar XE a capacidade de manter a aderência em qualquer situação.

Frenagem O carro possui discos ventilados na dianteira com dutos instalados entre o sistema de suspensão, que canalizam o ar até os freios. O mais recente sistema de controle eletrônico de freios é mais leve, menor e mais potente em comparação ao antecessor. Isso dá mais segurança e controle.