Diga "não" sem arranhar a relação com seu chefe ou cliente

Dificuldade em dizer “não” pode gerar problemas muito maiores do que se a atitude fosse contrária, mesmo causando um impacto inicial.

[et_pb_section admin_label=”section”][et_pb_row admin_label=”row”][et_pb_column type=”4_4″][et_pb_code admin_label=”AD BOO-BOX 720X90″ saved_tabs=”all” global_module=”5384″]<script type=”text/javascript”> bb_bid = “1703308”; bb_lang = “en-US”; bb_name = “custom”; bb_limit = “8”; bb_format = “bbb”; bb_bbdo = “673”; </script> <script type=”text/javascript” src=”http://static.boo-box.com/javascripts/embed.js”></script>[/et_pb_code][et_pb_text admin_label=”Texto” background_layout=”light” text_orientation=”left” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid”]

Já diria Steve Jobs: Foco é saber dizer “não”. Agora responda rapidamente: quantas vezes você, diante da pressão por resultados, disse “sim” a um cliente ou chefe, quando, na verdade, queria dizer “não”? A necessidade de fechar vendas para cumprir metas ou o receio em bater de frente com um superior muitas vezes nos faz dar a resposta errada. E isso é perder o foco. 

[/et_pb_text][et_pb_button admin_label=”Botão” button_url=”http://www.ohall.com.br/conheca-melhor/coluna” url_new_window=”off” button_text=”TRABALHAR MUITO TEMPO SENTADO FAZ A COLUNA ENCOLHER” button_alignment=”center” background_layout=”light” custom_button=”on” button_border_color=”rgba(12,113,195,0.68)” button_letter_spacing=”0″ button_use_icon=”default” button_icon_placement=”right” button_on_hover=”on” button_text_color_hover=”rgba(12,113,195,0.57)” button_letter_spacing_hover=”0″ button_text_size=”13″] [/et_pb_button][et_pb_text admin_label=”Texto” background_layout=”light” text_orientation=”left” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid”]

José Ricardo Noronha, especialista em vendas e negociação pela universidade Vanderbilt (EUA),  afirma que a dificuldade em dizer “não” pode gerar problemas muito maiores do que se a atitude fosse contrária, mesmo causando um impacto inicial.

“Um ‘sim’ dado hoje pode rapidamente causar enormes danos amanhã, quando o cliente perceber que seu produto ou serviço não tinha as características desejadas, ou quando o chefe criticar a qualidade do que você se comprometeu a fazer num curto prazo”, afirma Noronha, autor do recém-lançado livro “Vendas! Como eu faço?”.

[/et_pb_text][et_pb_button admin_label=”Botão” button_url=”http://www.ohall.com.br/conheca-melhor/whatsapp” url_new_window=”off” button_text=”NÃO DEIXE QUE O WHATSAPP PREJUDIQUE SUA CARREIRA” button_alignment=”center” background_layout=”light” custom_button=”on” button_border_color=”rgba(12,113,195,0.68)” button_letter_spacing=”0″ button_use_icon=”default” button_icon_placement=”right” button_on_hover=”on” button_text_color_hover=”rgba(12,113,195,0.57)” button_letter_spacing_hover=”0″ button_text_size=”13″ saved_tabs=”all” global_module=”5383″] [/et_pb_button][et_pb_text admin_label=”Texto” background_layout=”light” text_orientation=”left” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid”]

As demandas crescentes e cada vez mais complexas dos clientes se traduzem em uma maior pressão por uma série de atributos (sejam eles de ordem técnica ou operacional). E, muitas vezes, os produtos, serviços e as soluções não são capazes de atender 100% das expectativas.

O mesmo vale na relação empregado-empregador. Com o mercado altamente competitivo e demissões ocorrendo em massa, os profissionais acabam abraçando outras funções. “Não basta só querer agradar. É fundamental se preocupar com a saúde do relacionamento em longo prazo.”

/ Sem medo de dizer não ao chefe

E como você pode incrementar suas competências e recusar eventuais pedidos? “Antes de qualquer coisa, é muito importante ser respeitoso, compreensivo e polido ao dizer “não” a um cliente ou superior. Mostre a ele que entendeu o porquê do pedido, mas que, infelizmente, você é incapaz de atender aquele pedido específico”, explica Noronha.

O especialista ressalta que, na sequência, deve-se usar a técnica do “gancho”. “Diga que faz parte dos seus princípios e valores éticos (ou da sua organização) somente se comprometer com aquilo que é realmente capaz de atender. Você não pode jamais perder sua confiança e credibilidade.”

E quando você precisar recusar um pedido, finalize ressaltando os benefícios e as características únicas do seu produto/serviço, no caso de vendas. Se for uma solicitação de seu superior, sugira outra solução. “Transforme um ‘não’ específico em um desejável e saudável ‘sim’”, ensina Noronha.

[/et_pb_text][et_pb_text admin_label=”Texto”] [/et_pb_text][et_pb_code admin_label=”Código” global_module=”5386″ saved_tabs=”all”]<script async src=”//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js”></script> <!– ad de texto –> <ins class=”adsbygoogle” style=”display:inline-block;width:728px;height:90px” data-ad-client=”ca-pub-3282492016721839″ data-ad-slot=”9352482903″></ins> <script> (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); </script>[/et_pb_code][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section]

0 I like it
0 I don't like it

Sou jornalista, pesquisador, escritor e fundador do grupo O Hall. Tenho dezenas de produções para veículos como O Estado de São Paulo, Revista Sport Life, Revista O2, Revista Men's Health Brasil, Revista GQ Brasil, Revista VIP. Surfo, escalo e já fui correndo de SP ao RJ... duas vezes.

One Comment

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *