Tratamentos para ressaca não faltam. Desde aquela receita de chá dada pela avó até estratégias mirabolantes que envolvem intercalar copos d’água e birita durante o happy hour. Tudo isso tende a acabar com a mais nova invenção coreana batizada de Morning Recovery.

Como o próprio nome já diz, o objetivo da bebida é amenizar os sintomas da ressaca na manhã seguinte à bebedeira. E para alcançar tal feito (quase impossível, digamos) a fórmula tem um elemento chave: a diidromiricetina (também conhecida por ampelopsina).

A pergunta é: Prolonga o sono também?

A DHM, como é chamada pelos cientistas, é um poderoso flavonóide [molécula natural que possui efeitos antioxidantes] encontrado em uma árvore japonesa batizada de uva-do-japão. A planta, inclusive, é ministrada para proteger e desintoxicar o fígado. Em pesquisa publicada no Journal of Neuroscience, cientistas suplementaram a diidromiricetina a um grupo de ratos que apresentavam intoxicação aguda por álcool. O experimento permitiu reduzir a dependência, bem como diminuir o consumo voluntário de álcool.

RECEBA CONTEÚDOS EXCLUSIVOS TODA QUARTA-FEIRA. NÃO SE PREOCUPE, ODIAMOS SPAM!

A fórmula da bebida tem tanto potencial que recebeu, nos últimos meses, investimento de mais de US$ 8 milhões da galera do Vale do Silício (EUA). O Morning Recovery é vegano, sem cafeína, sem glúten, sem soja e sem lactose. O recomendado é beber uma garrafa (que possui cerca de 100 ml e sabor de pêssego) na noite em que você pretende tomar todas. Ainda sem perspectiva de aterrissar aqui pelo Brasil, o produto é vendido em packs de 6 garrafas (por US$ 29), 12 garrafas (por US$ 54) e 24 garrafas (US$ 99).

/ Morning Recovery contra a ressaca

O consumo de álcool em excesso libera uma toxina conhecida como acetaldeído. É ele quem causa dores de cabeça, lentidão no raciocínio, visão turva e outros efeitos persistentes da noitada no dia seguinte, principalmente porque prejudica as principais funções do organismo. Dentro do frasco de morning recovery ainda existem outras substâncias que auxiliam o corpo a eliminar os rastros da cachaça, acelerar a recuperação do fígado e diminuir os sintomas da ressaca. Confira abaixo.

Bonitinha a garrafa, não?

/ Vitaminas C e complexo B
Estimulam as enzimas protetoras naturais do seu corpo. Ajuda a ter mais energia, o que é importante em um dia de ressaca.

/ Eletrólitos
São fontes de energia imediata, como sódio, potássio e cloreto, que auxiliam na hidratação do corpo, contra-atacando a desidratação causada pelo álcool, uma vez que a substância interfere na absorção de líquidos. Os eletrólitos estão presentes nas principais bebidas esportivas (como Gatorade), na água de coco, entre outros.

/ Cardo mariano
O componente ativo do cardo mariano é conhecido como silimarina, outro flavonóide que pode reparar as células do fígado que estão danificadas devido ao excesso de substâncias tóxicas, como o álcool.

/ NAC (N-acetilcisteína)
Aminoácido poderoso que ajuda a neutralizar toxinas no fígado, aumentando a presença da glutationa: antioxidante que se liga à toxina acetaldeído, ajudando a eliminá-la.

/ Extrato de pera espinhosa e pera coreana
Ajudam a combater os efeitos da inflamação do fígado, ao mesmo tempo que aliviam os sintomas da ressaca no dia seguinte (pense em náuseas, boca seca, dores de cabeça…)

/ Ginseng vermelho e extrato de chá verde
Fornecem anti-inflamatórios suficientes que combatem a potencial inflamação causada pelo consumo de álcool.

/ Taurina
Esqueça o que você ouviu dos comerciais de bebidas energéticas. A taurina é um importante aminoácido que participa da produção e operação da bile (líquido digestivo secretado pelo fígado). Ela atua como antioxidante que ajuda na eliminação dos radicais livres do organismo.