Você provavelmente já ouviu falar sobre a ligação entre probióticos e saúde digestiva, mas aqui a relação vai um pouco além. Esses produtos podem proteger um dos mais importantes órgãos de seu corpo: o fígado.

Bebedeiras e grandes doses de remédios são capazes de causar danos graves ao fígado e você sabe muito bem disso. São muitas ressacas que comprovam, não é? Pesquisadores da Universidade Emory (EUA) descobriram que os probióticos (encontrados em iogurte, kombuchas e outras bebidas ou legumes fermentados, yakult, etc) podem ter um impacto positivo na proteção de seu fígado e diminuir os impactos de um estilo de vida menos regrado.

Banana, beterraba, Kefir… a lista de alimentos probióticos vai longe!

Para chegar a essa teoria, os cientistas dividiram ratos de laboratório em dois grupos: um deles foi alimentado por uma colônia de probióticos, a Lactobacillus rhamnosus GG, ou LGG e o outro seguiu uma dieta regular. Ambos os grupos foram expostos a constantes doses de paracetamol (substância antitérmica, encontrada em medicamentos como tylenol, capaz de causar graves danos ao fígado). Após 2 semanas de teste, os ratos que tomaram probióticos sofreram menos danos ao órgão do que aqueles que tinham uma dieta regular.

RECEBA CONTEÚDOS EXCLUSIVOS TODA QUARTA-FEIRA. NÃO SE PREOCUPE, ODIAMOS SPAM!

Bejan Saeedi, co-autor do estudo, acredita que os probióticos aumentam a atuação dos antioxidantes especialmente no fígado, diminuindo a ação dos radicais livres causada tanto pelo uso de medicamentos quanto por uma substância conhecida como acetaldeído (liberado no organismo quando você toma umas e outras).

Mesmo com os resultados positivos, os pesquisadores alertam para o fato de serem necessários testes em humanos para compreender até que ponto os probióticos podem sustentar esses efeitos no organismo.