Aprenda a preparar um Sazerac, coquetel do vencedor do Oscar "Druk: mais uma rodada"

sazerac

Em “Druk: mais uma rodada”, quatro amigos resolvem colocar à prova uma teoria controversa sobre consumo de álcool e sociabilidade. No cardápio do filme, os protagonistas preparam um Sazerac, tradicional coquetel dos balcões do mundo.

Leia também: OSCARS 2020: aprenda a fazer os drinks servidos na premiação

Antes de mais nada, vamos viajar na história dos coquetéis um pouco. Era 1841 quando Antonie Amedie Peychaud, um jovem homem negro que havia chegado a Nova Orleans (EUA) refugiado das colônias francesas do Haiti, colocava um pequeno apotecário para funcionar por aquelas bandas. A Pharmacie Peychaud, como era chamada, produzia tônicos medicinais – remédio à base de erva que eram populares à época. A estes produtos, Peychaud criou uma linha batizada de Peychaud’s Bitters. As misturas passaram a ser consumidas com bebidas alcoólicas como o Brandy.

Enquanto isso, outro homem de Nova Orleans, Sewell Taylor, passava a representar uma marca de conhaque francês chamado Sazerac-du-Forge et fils após deixar a vida de proprietário de bar de lado. O estalecimento em questão era o Merchant’s Exchange Coffee House, que viria a ser o palco para a invenção do Sazerac, em meados de 1850. Curiosamente, o coquetel levava tanto conhaque Sazerac como os bitters de Peychaud.

Entre idas e vindas na preparação do Sazerac, seja por falta de ingredientes, seja pelo uso alternativo de insumos, séculos depois, em 2008, o estado da Louisiana imortalizou a receita do Sazerac que conhecemos hoje como o coquetel oficial de Nova Orleans. Um marco não só para a história da coquetelaria como também para a experiência dentro de um bar.

/ Sazerac: Mais uma rodada

Cena do filme Druk: Mais uma rodada

É muito comum o cinema internacional retratar rotinas da coquetelaria tradicional ou moderna no roteiro. O mais recente acontece no vencedor do Oscar de melhor filme estrangeiro Druk: Mais Uma Rodada. Dirigido por Thomas Vinterberg (A Caçada), o filme mostra um grupo de professores que decide testar a ousada teoria de que serão mais felizes e bem-sucedidos se viverem com um pouco de álcool no sangue diariamente.

Estrelada pelo brilhante Mads Mikkelsen (007 Casino Royale), a comédia dramática dinamarquesa, claro, dedica uma sequência perfeita onde os quatro amigos preparam, conversam e brindam um Sazerac. E sim, mantivera-se à receita tradicional. Sem mais delongas, aprenda a preparar o seu abaixo.


Ingredientes
60 ml de conhaque
1 torrão de açúcar
3 dashes de Absinto
4 dashes de Peychaud’s bitters
Fatia de casca de laranja

Embed from Getty Images

Modo de preparo: Em um copo baixo, adicione primeiro os dashes de absinto e balance o copo para que o líquido cubra toda a superfície interna do vidro. Complete com gelo. Em um mixing glass, coloque o torrão de açúcar e jogue o bitter. Com um socador, mistura ambos. Inclua o conhaque, gelo e mexa com uma colher bailaria vigorosamente. Despeje o líquido no copo com gelo e finalize com a casca de laranja.

0 I like it
0 I don't like it

Sou jornalista, pesquisador, escritor e fundador do grupo O Hall. Tenho dezenas de produções para veículos como O Estado de São Paulo, Revista Sport Life, Revista O2, Revista Men's Health Brasil, Revista GQ Brasil, Revista VIP. Surfo, escalo e já fui correndo de SP ao RJ... duas vezes.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *