Cervejas. Elas são, de fato, paixão internacional. Prova disso é um estudo realizado pela consultoria britânica de mercado Pira Internacional. Segundo dados dos caras, até o fim do ano, o mundo deve consumir cerca de 7,7 bilhões de garrafas, um crescimento anual de mais de 5%. É mole? Só para se ter noção do referencial que isso representa, em um relatório, encomendado pela feira internacional de vinhos e destilados Vinexpo, entre 2009 e 2013, o consumo global de vinhos subiu 2,7%, um aumento equivalente a mais de incríveis 31,7 bilhões de garrafas.

Nessa contagem, o Brasil fica em 26º como país que mais consome cerveja. Os líderes mundiais são os tchecos. Porém, estamos no pódio dos que produzem o líquido sagrado: somos os terceiros do ranking.

E para comemorar esse dia (ou todos os dias em que bebemos uma gelada) preparamos um especial com tudo o que você precisa saber sobre cerveja: desde pesquisas sobre os benefícios de consumo moderado à produtos que podem dar um upgrade no churrasco de domingo. Então, não hesite em abrir uma long neck enquanto lê esse dossiê!

Os benefícios das cervejas para a saúde

Comecemos assim: beber cerveja moderamente faz bem para seu corpo. Sim, é verdade. Um estudo desenvolvido pela Universidade de Copenhague (Dinamarca) denominado Cerveja e nutrição constatou que consumir de 3 a 4 doses de cerveja por dia (e falamos de uma lata de 350 ml ou uma long neck com menos do que isso) é o suficiente para prevenir doenças cardíacas, diabetes e pressão alta. Os cientistas alertam para que o consumo em uma noite não ultrapasse 5 doses ou 14 unidades em um período de 7 dias. Acima disso, perdem-se os benefícios e surgem os efeitos nocivos do álcool, como depressão do sistema neurológico. E a ciência parece adorar o que a cerveja tem de bom a oferecer. “O consumo moderado de cervejas, aliado a uma dieta saudável, como a mediterrânea, ajuda a prevenir complicações cardiovasculares graves como o infarto ou o acidente vascular cerebral”, diz o médico Ramón Estruch, do Hospital Clínic de Barcelona (Espanha).

/// cerveja aumenta sua espectativa de vida

Durante o simpósio internacional cerveja e saúde, que rolou em Bruxelas (Bélgica), no ano passado, 160 especialistas debateram pesquisas e benefícios dos ingredientes naturais da cerveja. De acordo com a pesquisadora Simona Constanzo, que coordenou a pesquisa no Departamento de Epidemiologia e Prevenção do Instituto Neurológico Mediterrâneo (Itália), a ingestão de cerca de duas a quatro doses da bebida por dia (como citei acima) reduz entre 17% e 18% o risco de mortalidade por qualquer causa, para mulheres e homens, respectivamente. “Respeitando-se esse limite de consumo diário para homens e mulheres, é possível reduzir em até 40% o risco de doença cardíaca”, explica Simona Constanzo.

Playlist para ouvir bebendo cerveja

O DJ Nando Paiva criou uma trilha sonora para acompanhar sua entornada de caneco com os brothers e nós disponbilizamos em nosso canal do Spotify. Siga a lista que será atualizada constatemente e dê o play sempre que quiser!

 

/// São Paulo é apaixonada por cerveja

Podemos, com 100% de cerveja, dize que SP é a capita da bebida no Brasil, com perdão das outras cidades. Aqui, somos responsáveis por ¼ de todas as cervejas que existem nos bares do país. O paulistano consome, em média, 88 litros por ano, número 41% superior ao da média nacional que é de 62 litros. Quando comparada com os maiores consumidores do mundo, a capital paulista fica na 6ª colocação. Inclusive, a cidade foi a primeira no país a receber um roteiro totalmente dedicado à degustação e harmonização de cervejas, o Sampa Beer Tour. Não por menos, os beer sommeliers da cidade criaram um mapa colaborativo para mostrar os pontos cervejeiros da cidade, que você pode acessar clicando aqui.

Screen Shot 2015-08-07 at 4.08.34 AM
A cidade leva a cerveja tão a sério que oferece cursos de especialização no mercado cervejeiro. Em 2012 a FGV criou o curso de Administração dos Negócios da Cerveja, que caminha para a terceira turma.

/// Os turistas adoram as cervejas brasileiras

A CervBrasil (câmara de empresas cervejeiras) divulgou o resultado de uma pesquisa Ibope realizada durante a Copa do Mundo 2014 que mostra que os alemães e belgas, os maiores especialistas em cervejas do mundo, adoraram a cerveja brasileira. A justificativa dos estrangeiros para a aprovação é que a cerveja tem tudo a ver com o nosso clima.

/// Hora de distituir o vinho

Nós temos uma grande cultura vinícola no Brasil, principalmente no Sul. Porém, a caminhada para tornar a cerveja a bebida preferida por aqui é meteórica. Outra pesquisa realizada pelo Ibope revela que, mesmo durante os dias mais frios, 49% da população prefere uma breja.

A análise foi feita de forma quantitativa em todo o país com 1.958 pessoas de diversos estados.

Desfaça os mitos sobre cervejas

/// Cervejas de garrafa são melhores do que lata

Besteira! O processo de fabricação das cervejas é o mesmo nos dois casos. A diferença é que a lata conserva melhor os aromas e sabores da cerveja, sofrendo menos com luz e oxidação.

/// Quanto mais escura, mais alcóolica

O que dá cor às cervejas é o malte. No processo de malteação os cereais são germinados e o procedimento é interrompido no momento ideal por diferentes maneiras de secagem, como tosta, torrefação e defumagem. De acordo com esse processo, as cervejas ganham cores e sabores diferentes. Já o álcool surge no processo de fermentação e é produzido pelas leveduras, que transformam os açucares em álcool.

Como gelar uma breja em 4 minutos

Tudo o que você vai precisar é de uma garrafa de cerveja e guardanapos. Enrole o papel na garrafa ou na lata Em seguida, basta molhar em água corrente e colocar no congelador por 4 minutos.

Essa técnica funciona porque o guardanapo é muito fino e, quando molhado e levado ao freezer, congela muito rapidamente. A garrafa, quando em contato direto com uma substância congelada, fica cada vez mais gelada também.
Quatro minutos é muito tempo?

/// Spin Chill gela cerveja em até dois minutos

Alimentado por pilhas o Spin Chill tem um bocal para o encaixe da lata, que deve ser colocada em um recipiente com gelo e água. Em seguida, basta girar por até dois minutos e a bebida que estava em temperatura ambiente fica gelada e pronta para beber, sem estourar e sem perder o sabor. O produto é vendido no site http://www.spinchill.com.br, pelo valor de R$ 199,00, com entrega em todo o Brasil.

spin

Cerveja para atletas

Beer2_2857129cUma empresa canadense lançou, no ano passado, a Lean Machine, uma cerveja com 0,5% de teor alcoólico. Se trata de uma pilsen leve com antioxidantes e eletrólitos que ajudam o corpo a recuperar e repor os nutrientes vitais perdidos durante os exercícios. Uma lata de Lean Machine possui 77 calorias (a maioria das cervejas comuns passa das 150 calorias) e contém 7g de proteína e sete diferentes vitaminas. A bebida também estimula o sistema imunológico e é livre de glúten.

Cervejaria artesanal + microcervejaria x cervejaria regional

Como diferenciá-las e porque diferenciá-las? É simples de entender, mas rola muita confusão. Primeiro: as microcervejarias e as cervejarias artesanais são pequenos empreendimentos, cuja produção é influenciada, sobretudo, pela busca da qualidade superior e pela exploração da diversidade de estilos das cervejas, segundo explicação da Associação dos Fabricantes de Refrigerantes do Brasil (Afrebras). Ou seja, são a mesma coisa.

cervejaart

Ainda segundo a entidade, pode-se dizer que as microcervejarias fabricam “cervejas artesanais”, que são cervejas de qualidade superior. Desta forma, as microcervejarias atuam em nichos ou segmentos específicos de mercado, e atendem consumidores pela diferenciação de produtos. Este segmento tem sido chamado de “cervejas premium” ou “cervejas especiais”.

Por sua vez, as cervejarias regionais são pequenas indústrias, com escala de produção, e se igualam às grandes empresas em, praticamente, todos os sentidos, registrando como principal diferença apenas o volume de produção e o comportamento no mercado.

E, para finalizar, é só seguir a orientação do professor Philippe De Witte, da Universidade de Lovânia (Bélgica): “Se você beber de duas a três doses de cervejas por dia, você terá uma boa saúde”.