Tatuagens são o maior barato, mas é um assunto que sempre gera dúvidas, não é? Afinal, ouve-se tanto sobre o que deve ou não fazer… Claro, considerando que você não esteja preocupado somente com o tipo de traço que quer na pele, é importante dar atenção a um fator de risco muito grande, principalmente agora no verão.

Falamos do sol. Os raios UV podem interferir na fixação dos pigmentos na pele, fazendo com que o desenho desbote e até comprometer o processo de cicatrização da pele, caso suas tatuagens sejam recentes. Segundo a dermatologista Flávia Martelli, se você tem tatuagens ou está está pensando em tatuar durante a temporada mais quente do ano, é preciso atenção em dobro. “O melhor é proteger suas tatuagens com uma roupa que cubra a região ou com protetor solar. Também é altamente aconselhável evitar banhos de piscina e de mar no primeiro mês”, explica. Isso porque todos esses agentes externos podem prejudicar o desenho e também sua saúde.

Existem outros cuidados. “É preciso limpar corretamente e tomar todas as precauções para que a pele cicatrize sem problemas. Essas são as principais orientações. Se você não se preocupar com isso, pode desenvolver uma infecção e, em alguns casos ver, o resultado do investimento comprometido”, alerta a especialista.

Higiene é fundamental Lave delicadamente a região da pele onde foi feita a tatuagem para evitar infecções. “Lave diariamente o local com sabonete antisséptico e neutro. Evite os tipos perfumados ou abrasivos, que podem irritar”, orienta Flávia.

Respeite os intervalos Se for necessário mais de uma sessão para concluir suas tatuagens,  deve-se respeitar um intervalo para que a região tatuada se recupere e esteja pronta para receber uma nova interferência. “Estima-se que o tempo de cicatrização dura de 30 a 45 dias, mas isso muda muito, conforme a dimensão e técnica usada para cada tatuagem. Cabe ao tatuador estudar bem a pele e a capacidade de cada cliente de se recuperar, para administrar esses intervalos” explica o tatuador Victor Rocha.

Não esqueça a pomada Pomadas com efeito cicatrizante são ideais e devem ser aplicadas de 2 a 3 vezes ao dia, pelo menos até as crostas que se formam na pele caírem. Também é importante lembrar que o plástico filme, utilizado para proteger a região, deve ser trocado a cada higienização, para evitar o surgimento de bactérias.

Alimente-se bem Alimentos gordurosos, condimentos e conservantes devem ser reduzidos na sua dieta pós-tatuagem. Tente tirar do cardápio: frutos do mar, carne de porco, pimenta e chocolates, por exemplo. “A cicatrização deve levar cerca de um mês e esse período requer uma alimentação equilibrada, além da ingestão de bastante água. A boa alimentação fortalece o sistema imunológico, o que reduz as chances de infecções”, completa a dermatologista.

Evite qualquer atrito Durante a cicatrização, escolha roupas leves e tecidos que não causem atrito com a região tatuada. Coçar ou tirar crostas que venham a se formar na pele também são proibidos, hein? A dica da especialista, nesse caso: “se a área ficar irritada e vermelha, procure um médico especialista para que não desenvolva uma alergia ou uma inflamação mais grave”.

De novo: Não esqueça o protetor solar “Quanto mais hidratada, mais translúcida essa camada (da pele) será, fazendo com que a tinta fique mais visível. A alta pigmentação dessas camadas externas também dificulta a visualização da tinta, por isso, o sol é o grande inimigo, além de fazer muito mal. Se você tem tatuagens de longa data que acha muito apagadas, é só voltar a cuidar bem, em questão de semanas podem ganhar um pouco de vida novamente, mas isso varia de pessoa pra pessoa. A vida que se leva dita o quanto suas tatuagens serão belas”, conclui Victor Rocha.

Curadoria de conteúdo

O Hall recorre a dezenas de pesquisas e especialistas diariamente para produzir conteúdo  inteligente e de qualidade. Assim, você pode se tornar cada vez melhor por meio de nossas ferramentas práticas e táticas rápidas. Assine gratuitamente nossa curadoria e receba nossas reportagens em seu e-mail.