SEXO + RELACIONAMENTOS

89,94% das mulheres querem romantismo no sexo casual

Bruno Acioli

06 Setembro 2016

Sexo casual não é compromisso, apenas diversão. Você sabe disso. E, mesmo após alguns encontros com a mesma pessoa, não significa que a relação casual deva virar um compromisso. Elas também pensam assim. Um levantamento conduzido por Carmita Abdo, psiquiatra e coordenadora do Projeto Sexualidade (ProSex) do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCOR-USP), mostrou que 57,1% das mulheres entrevistadas responderam que fariam sexo com alguém só por atração.

 

 

RECEBA CONTEÚDOS EXCLUSIVOS TODA QUARTA-FEIRA. NÃO SE PREOCUPE, ODIAMOS SPAM!

Além disso, uma pesquisa realizada pelo C-Date, site alemão de encontros casuais, constatou que 89,94% das mulheres não abrem mão do romantismo no sexo casual. Por lá, os caras entrevistaram 1064 mulheres cadastradas, de maneira totalmente colaborativa.

 

sexo casual

Mesmo sem sentimento envolvido, é importante que exista carinho entre vocês.

Sexo casual não precisa ser impessoal

E esses dois resultados apontam uma mudança na vida sexual das mulheres modernas, que lutam por direitos iguais e melhores condições de vida há anos e têm cada vez mais conquistado o próprio espaço, inclusive escolhendo o sexo casual como forma de evitar novos envolvimentos amorosos (seja por frustração, seja por falta de tempo), melhorar a criatividade e o desempenho na cama, bem como conhecer novos parceiros e ter alguém para conversar e dividir momentos numa noite. 

57,1% das mulheres entrevistadas responderam que fariam sexo com alguém só por atração, segundo o ProSex.

De acordo com Carla Cecarello, psicóloga especializada em sexualidade humana pelo Instituto H. Ellis, uma mulher que pratica sexo casual hoje pode muito bem querer um compromisso sério no futuro, isso independe do que ela tenha vivido antes. “Ela não precisa estabelecer um padrão. Hoje ela pode optar pelo sexo casual, depois por relacionamento sério, pode ver que não é isso que ela quer e voltar para encontros sem compromisso, sem se criticar por isso”, diz. “O importante é essa mulher enxergar que também tem esse direito.”

Quer mais? Segundo outro levantamento, também do C-Date, 74.56% das mulheres entrevistadas afirmaram que transam no primeiro encontro e acham esse tipo de situação excitante. Entre as mais reservadas, somente 25.44% afirmaram que desejam conhecer melhor o parceiro antes de partir para o sexo. A pesquisa contou com cerca de 1.238 mulheres cadastradas na plataforma. 

De qualquer forma, para a antropóloga Mirian Goldenberg, autora do livro SeXo (ed Record, 160 págs), a mulher quer se sentir especial mesmo no sexo casual. “A grande diferença entre homens e mulheres é com relação ao que vem depois. O tipo de reconhecimento para o qual o homem não está nem aí, mas que para a mulher tem um peso muito grande”, diz. “Isso faz com que elas se entreguem menos, na primeira noite, tenham mais receios e dificuldade com o próprio prazer. Para eles, é uma visão mais pragmática, acabou e ponto final. Para a mulher existe a vírgula”, finaliza Mirian.

Para tornar a noite (e o dia seguinte) agradável para os dois, sugerimos três dicas simples. É só colocar em prática hoje à noite.

Capriche na trilha sonora

Pergunte quais são as músicas favoritas dela. Identifique as mais, digamos, apropriadas para o momento. Crie uma playlist que, depois, você pode compartilha com ela.

Escolha uma bebida que combine

Ela é do tipo que curte vinho ou cerveja? Talvez, alguma outra bebida mais forte? Garanta uma garrafa para que vocês bebam e conversem antes do sapeca-a-iá-iá ou durante os intervalos.

Dê sinal de vida

Foi sexo casual, mas nem por isso você deve sumir do mapa. Também não significa que você precise ficar por uma hora com ela no telefone, no dia seguinte. Apenas demonstre sensibilidade. Diga que adorou a noite e deseje um bom dia.