FEMINISMO É ESSENCIAL PARA SUA PARCEIRA (E PODE SER BOM PARA VOCÊ)

CRISTINA CHAIM
Publicitária de formação, cozinheira de criação e escritora por paixão.

O feminismo é a grande pauta dos últimos tempos. Desde o ano passado o movimento se expandiu e fortaleceu principalmente por causa das redes sociais: as hashtags de protesto como #meuprimeiroassedio e #meuamigosecreto, usadas pelas mulheres para contarem episódios de assédio moral ou sexual, foram publicadas mais de 100 mil vezes cada. O debate em torno do tema é controverso, há quem apoie, quem despreza e quem está perdido.

Em parceria com Lado M, portal online de empoderamento feminino, vamos explicar o que é feminismo e por que você deve apoia-lo.

RECEBA CONTEÚDOS EXCLUSIVOS TODA QUARTA-FEIRA. NÃO SE PREOCUPE, ODIAMOS SPAM!

“Uma luta por igualdade de direitos para que mulheres tenham os mesmos direitos e oportunidades que os homens.”
CYNTHIA SEMIRAMIS blogueira e ativista feminista

O Brasil tem a segunda pior percepção mundial da população sobre equidade de salários entre homens e mulheres perdendo apenas para Angola. A participação dos homens no mercado de trabalho também é maior com 85% deles empregados ou procurando emprego. Para as mulheres, o número cai para 65% de acordo com o Índice Global de Equidade de Gênero 2015

Cynthia Semiramis, blogueira e ativista feminista, define feminismo como a luta por igualdade para que mulheres tenham os mesmos direitos e oportunidades que os homens. Ou seja, o feminismo não é contra o homem nem quer acabar com ele, muito menos que a mulher seja superior a você ou qualquer outro amigo seu.

Você, como um cara legal e que se preocupa com outras pessoas, concorda que as mulheres têm o direito de votar, que devem receber a mesma educação escolar ou melhor que você, além de ter autonomia para gerir o próprio dinheiro e decidir sua carreira além de receber o mesmo salário pela profissão que qualquer outro homem, exerce, certo? Então, meu caro, você é a favor do feminismo.

Ser a favor do feminismo não faz de você menos homem. E não precisa ter medo das feministas ou mulheres empoderadas, apesar desse ser um sentimento comum entre os homens: mudanças em comportamentos que estiveram presentes entre nós por milhares de anos assustam mesmo.
Feminismo
Movimento quer que as mulheres tenham os mesmo direitos que os homens
Homem feminista

Você pode apoiar a causa feminista, apoiar mulheres à sua volta, porém não pode se intitular feminista, já que o termo é restringido a quem já sofreu machismo e hoje luta contra ele.

A mulher segura de si, empoderada, pode chegar mais facilmente ao orgasmo e viver melhor suas fantasias e do parceiro, já que estará mais confortável com seu corpo e sexualidade.

Laura Muller

Sexóloga, Altas Horas

+ 3 MOTIVOS PARA APOIAR O FEMINISMO

EM CASA

Na maioria das vezes, os dois parceiros ficam fora o dia inteiro e chegam igualmente cansados, mas em muitas casas apenas a mulher exerce as tarefas domésticas. A dica do Lado M para que não fique puxado apenas para sua namorada, noiva ou esposa é dividir todas as tarefas igualmente, assim o trabalho acaba antes e vocês podem curtir mais tempo juntos.

NO MERCADO DE TRABALHO

O portal de vagas Catho revela que a liderança feminina em empresas cresceu 109,93% desde 2002, porém elas ganham até 34% a menos que seus pares homens, segundo levantamento do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados 2015. E, quanto maior o cargo e nível de escolaridade, maior a diferença. Inclusive, ter uma mulher em cargos de lideranças de sua empresa (ou uma chefe mulher) é positivo, principalmente por dois motivos: elas dividem os méritos com a equipe e, em caso de problemas, assumem a responsa sozinhas. Diferente dos homens, que em caso de negativas no trabalho procuram um culpado e, em caso de bons resultados, tomam os louros para si próprios. Essa análise foi publicada no New York Times.

Inclusive, a vantagem imediata de salários iguais é o aumento da renda familiar, já que a mulher pode ganhar até 34% a mais do que você. No longo prazo, o poder de economia e de consumo também crescem. Ou seja, se sua companheira ganhar mais, vocês podem economizar mais facilmente para aquela viagem dos sonhos ou se permitirem mais luxos como jantares fora de casa.

NA CAMA

A opinião entre as especialistas procuradas pelo Hall é unânime: a mulher empoderada – apoiada por seu companheiro – é mais segura de si e tem mais disposição para todas as suas atividades, inclusive transar.

Um estudo da Universidade de Umeá (Suécia) analisou casais por mais de 20 anos e concluiU que os homens que dividem as tarefas domésticas são mais felizes e menos ansiosos.

Mas nem todo homem se sente confortável com essa crescente do movimento feminista. Inclusive, sua namorada, noiva ou esposa deve estar surfando na crista dessa onda. Márcia Mathias, psicóloga e sexóloga, presidente da Associação de Hipnose Médica do Rio de Janeiro, indica que a insegurança com o empoderamento feminino merece uma conversa franca.“Fale abertamente sobre seus sentimentos e dificuldades com sua companheira, pois quando há amor existe entendimento e adequação”, tranquiliza. Inclusive, apoiar a causa e ajudar as mulheres à sua volta, principalmente sua parceira, a se empoderar trará inúmeros benefícios para todos.

Lado M

O Lado M é um portal online de empoderamento feminino criado por 3 estudantes universitárias que querem ajudar meninas e mulheres de todo o Brasil a se tornarem mais fortes e combaterem situações de abuso. No momento, as meninas estão com um crowdfunding no Catarse para arrecadar fundos para sustentar o site por mais um ano. Doe e ajude a divulgar a causa.