A Sony revolucionou o mercado de áudio quando lançou em meados dos anos 90 o Walkman, uma linha de tocadores de música portáteis, que começou com mini fitas cassete, passou a MD e integrou o sistema operacional dos aparelhos celulares da empresa, como formato padrão de players. Você deve lembrar. E o que parecia uma tendência a ser seguida, acabou não vingando, mesmo com o lançamento de mp3 player totalmente repaginado e atualizado, modelo zx, e a marca descontinuou a produção.

Porém, para a grande surpresa do mercado e dos assíduos por tecnologia, a fabricante anunciou durante o show internacional de consumo de tecnologia (CES, na sigla em inglês), que começou hoje e vai até o próximo dia 9 de janeiro, em Las Vegas (EUA), o Walkman ZX2, segunda versão do gadget que revive a marca histórica. O produto traz diversas formas de conectividade, como WiFi, Bluetooth e NFC. O sistema operacional fica por conta do Android, tem acesso a biblioteca de aplicativos do Google Play, é capaz de reproduzir múltiplos formatos de áudio, incluindo padrões sem compressão. Tem autonomia de 60 horas, 128GB de armazenamento interno, que pode ser expandido com um cartão MicroSD. Tem botões laterais, textura na parte traseira que lembra couro e fone de ouvido em tons de dourado especial. O ZX2 deve chegar ao mercado americano (ainda sem data) com preço sugerido de US$ 1.119.