Uma partida de futevôlei, uma corrida no parque ou uma apresentação de street dance são exemplos de situações que sempre rendem boas fotos em movimento. E o fato de não ter uma máquina fotográfica profissional em mãos no momento exato de uma determinada ação não deve ser um limitador, já que atualmente os smartphones com boa resolução de tela e qualidade de câmera cumprem muito bem este papel.

“O smartphone ideal para você, que gosta de fotografar com o celular e está interessado em entrar no mundo da fotografia mobile, é aquele que possui um conjunto ótico de boa qualidade, como lentes Zeiss, foco automático e flash. Outro ponto importante, principalmente para fotografar com smartphone, é a boa visibilidade da tela sob a luz solar e a densidade de pixels que cada modelo entrega”, explica Felipe Tani, gerente de portfólio e produtos da área de telefones da Microsoft no Brasil.

“As regras ajudam a entender a fotografia, mas a experimentação e a sensibilidade para captar um momento é que permitem alcançar um resultado inovador”, diz Renato Gaiofato, fotógrafo profissional há 25 anos com materiais publicados em relevantes jornais e revistas do país e um dos primeiros membros da iniciativa pioneira Foto Clube Lumia. São dele as dicas e a fotografia abaixo:

Antes do clique

/ Ativar a grade de enquadramento da câmera, ou apenas “grade” dependendo do modelo do smartphone, contribui para ter uma foto nas proporções exatas, seguindo a linha do horizonte.

/ Em configurações de câmera, é necessário definir um ISO baixo, de 100 ou 64, que controla a quantidade de luz que passa pela lente e é determinante para o resultado final da foto.

/ Em alguns smartphones é possível alterar a velocidade do obturador de 1/50 segundos para um valor maior ou menor dependendo da sensação de movimento desejada. Se o objetivo for congelar um elemento na imagem, como um carro em alta velocidade, o obturador precisa estar com um valor alto como 1/500. Já um valor menor pode resultar em algo em relance visto da janela de um trem, por exemplo.

Atenção ao foco da imagem para não passar a impressão de que existe algum “erro” na cena. Alguns smartphones como os da linha Microsoft Lumia têm o recurso de foco manual, o que ajuda a definir um pré foco em um ponto específico da cena para, em seguida, disparar o obturador quando o objeto de interesse passar exatamente no local em que o pré-foco foi selecionado.

Durante a cena

/ Ao se posicionar diante da cena a ser registrada, é importante ficar atento para disparar a câmera no momento exato da ação, nem antes nem depois, e mesmo após o primeiro clique, vale acompanhar a cena e continuar clicando para garantir o melhor resultado. Durante o processo, é necessário segurar o smartphone bem firme nas mãos para evitar que a foto saia tremida. Vale até prender a respiração, mas o uso de um tripé, nesse caso, também ajuda bastante.

É preciso ter cuidado ainda para não mudar a direção do smartphone ao acompanhar um movimento, mantendo um ponto central, ou seja, de equilíbrio.

/ Há inúmeros aplicativos que ajudam na aplicação de filtros e recursos de imagem, tais como Fhotoroom, Lumia Creative Studio, Afterlight e Adobe Photoshop Express, em uma foto feita com smartphone, mas o fundamental é escolher bem a cena a ser registrada com as configurações de câmera adequadas e, se necessário, aplicar algum filtro para acentuar cores ou acrescentar nuances, mas com cuidado para não tornar a imagem artificial.

Com o smartphone certo, a adoção de técnicas e um olhar apurado são a melhor forma de garantir fotos cada vez mais sofisticadas e originais.