Não é só a carentena que a pandemia de coronavirus trouxe (sem precisar falar de toda a problemática em torno de uma doença mortal). Será que você está sofrendo de F.O.D.A?

O ditado popular diz que “foda” é coisa boa. Porém, o isolamento social imposto pelo novo coronavirus deu um novo significado ao termo. Na verdade, estou me referindo ao Fear Of Dating Again, nova “síndrome” descoberta e apresentada ao mundo recentemente. A expressão, diferente do que houve com o Fear Of Missing Out (ou FOMO), não foi cunhada por cientistas que analisam o comportamento humano e os efeitos da interação com o exterior em nosso cérebro, mas sim por uma pesquisa informal realizada pelo aplicativo de paquera Hinge.

Se, hoje, assistir a filmes com cenas de aglomeração já causa certo desconforto, como seria, após a devida vacinação e, talvez, diminuição expressiva de contaminação, voltar aos encontros românticos, jantares, drinks no bar? Essa foi a questão que norteou a enquete com os usuários do Hinge.

RECEBA CONTEÚDOS EXCLUSIVOS TODA QUARTA-FEIRA. NÃO SE PREOCUPE, ODIAMOS SPAM!

/ Como saber se você sofre de foda

Já faz um ano desde que a pandemia de coronavirus atingiu o mundo. Enfrentamos o medo de morrer, mas também perdemos um pouco (ou muito) do traquejo social, já que nos distanciamos para tentar conter o espalhamento da doença. E, apesar de haver uma vontade latente em voltar a um mundo como antes, a pesquisa em questão revela que as pessoas estão com medo e esse sentimento pode permanecer por mais tempo do que pensamos. Afinal, quando pudermos voltar aos dates, devemos ir de máscaras? Precisaremos manter distância, mesmo vacinados? Isso sem falar nos beijos, toques e amassos. 

 

vodca
Abuse da tecnologia para combater a FODA

É claro, essa ansiedade toda é normal e importante. Um certo instinto de sobrevivência porque quem vê cara não vê coronavirus. Mas as vacinas estão a caminho e o horizonte pós-pandemia parece promissor, como apontam as avaliações de renomados especialistas, que acreditam num futuro próximo com uma explosão de sexo (e bebês). Um ano de carentena… não dá para criticar. Até lá, combata a FODA com o flerte online. Faça video-chamadas, mande nudes, troque mensagens apimentadas. 

Se precisar de mais dicas para manter o seu jogo em alta, temos um especial aqui